Dez anos para proteger as pessoas dos efeitos das mudanças climáticas em San Diego

Nada mais revigorante do que ouvir nova apresentação de Dr. V. “Ram”. E ele continua firme em sua missão de comunicar os efeitos do clima e influenciar políticos como um cientista ativista. Hoje, dia 29 de setembro, ele esteve na Comissão de Meio-Ambiente da Câmara Municipal de San Diego (CA) para divulgar um conjunto de 5 medidas locais para proteger as pessoas e 10 soluções globais para evitar o risco de tornar o clima catastrófico, quando o aquecimento for maior que 3 graus Celsius. Durante os 20 minutos que lhe foram assignados, Dr. V. “Ram” fez questão de enfatizar que é necessário proteger as pessoas, os idosos, e os mais pobres dos efeitos da elevação da temperatura.

If you don’t take it personally, this will never get solved (Se você não tomar como pessoal, isso nunca será resolvido)!

V. Ram, Dr. Veerabhadran Ramanathan, cientista do <em>Scripps Institute of Oceanograph</em> da Universidade da Califórnia – San Diego (UCSD)

Foi esse o apelo que ele fez aos políticos da Comissão de Meio Ambiente. Foi duro, ainda que sua fala seja sempre mansa. “Temos 10 anos para tomar medidas para proteger os cidadãos”, disse ele listando o que deve ser contemplado para minimizar os efeitos do aumento da temperatura.

Em relação a San Diego, V. “Ram” enfatizou a necessidade de cuidar de que não falte água e de considerar a dessalinização como uma opção, ainda que seja oneroso. Disse também que a cidade deve se preocupar em instalar medidas que assegurem o esfriamento de prédios e edificações, deve aumentar a cobertura de vegetação para gerar sombra e monitorar a recuperação do solo e das florestas tanto da seca prolongada como dos incêndios florestais. Algumas dessas medidas estão contempladas no Climate Action Plan da cidade, mas os progressos são lentos.

The climate change mitigation train has already left the station (O trem da mitigação das mudanças climáticas já deixou a estação).

Outra declaração utilizada por Dr. V. “Ram”. Dessa vez para enfatizar que está na hora de começar a se preocupar com medidas globais e coletivas para evitar que o aumento de temperatura chegue ao risco de ameaçar a existência humana, o que poderia acontecer se a temperatura chegasse acima de 4 graus Celsius.

O Comitê para Prevenir Mudança Climática Extrema, do qual Dr. V. “Ram” faz parte, lançou o Relatório – Well Under 2 Degrees Celsius – nesse mês de setembro, o qual aponta 10 medidas para reduzir emissões até 2030 e para descarbonizar o sistema de energia até 2050.Climate 10 measures Dr. RAM

No Sumário Executivo, os autores do relatório Well Under 2 Degrees afirmam que o clima já está aquecido em 1 grau Celsius e que a seguir a tendência atual chegará a 1.5 nos próximos 15 anos, chegando a 2 graus em 2050, tendo 50% de probabilidade de atingir 4 graus em 2100.

Escrevi post sobre Dr. V. “Ram” quando ele fez palestra sobre o trabalho desenvolvido junto ao Vaticano para a publicação da encíclica Laudato Si’, divulgada por Papa Francisco, em 2015, e sobre sua assessoria ao governo do estado da California.

Anúncios

Muita coisa na agenda global do Clima

Não há como não parar por aqui para escrever umas linhas sobre o que anda acontecendo na política do Clima. Posteriormente dedicarei um post a cada um dos assuntos que estão muito sucintamente apresentados.

Essa semana, o Summit no Vaticano, com endosso do Papa Francisco, discutiu o assunto Climate Change e trouxe à tona como a Igreja tem a responsabilidade de falar sobre Ética e Moral de um tópico que já afeta imensamente os mais necessitados, os países mais pobres e que vai impulsionar mais eventos extremos com consequências muito devastadoras para as pessoas e para a vida em sociedade. O Papa tem na agenda uma apresentação nas Nações Unidos em setembro e vai falar da nova Encíclica.

Essa semana, o governador da Califórnia (Estados Unidos) resolveu ir mais além na redução de emissões e estabeleceu um teto mais progressista do que o plano nacional norte-americano. Para isso emitiu uma ordem executiva para que o estado possa liderar dentro dos Estados Unidos uma aceleração nos cortes de emissão. A ordem favorece o uso de carros menos emissores como híbridos e elétricos. A Universidade da Califórnia mantém um laboratório para carros elétricos, em Davis.

A conferência Our Common Future under Climate Change da Unesco, em antecipação à COP 21 em dezembro em Paris, divulgou a lista de selecionados para participar das sessões orais e pôster essa semana. A conferência será entre 7 e 10 de julho e nós estaremos lá com o jogo Aventura Climática que criamos junto com José Sousa e Josiel Cunha. O jogo será apresentado em forma de pôster.

Há duas semanas o Brasil conclui o levantamento da ampla consulta pública que realizou para fundamentar sua participação na COP 21 em Paris. Participei da primeira fase que era de respostas a questionários enviados pela internet. A segunda fase foi marcada por encontros presenciais e regionais para coletar opinião dos brasileiros. Ainda que lento (o resultado final saiu depois do deadline para entrega voluntária de propostas) o processo conduzindo pelo Itamaraty espelha as boas normas e práticas de engajamento público da população.