Redução de risco ambiental pela primeira vez em pesquisa do IGBE

Pela primeira vez o IBGE perguntou às prefeituras dos 5.565 municípios brasileiros se elas possuíam plano municipal de redução de risco (prevenção de catástrofes) ou algum programa ou ação de gerenciamento de riscos de deslizamento e recuperação ambiental de caráter preventivo.

A resposta para a pergunta coloca os municípios com mais de 500 mil habitantes de um lado e os com menos de outro. Sudeste e Norte são as regiões que lideram quanto à existência de Plano Municipal de Redução de Risco e as regiões Sul e Sudeste as que lideram quando o assunto são ações ou programas preventivos de deslizamento e recuperação ambiental.

Mais da metade dos mais populosos têm plano de redução de risco e outros 21,1% estão em processo de elaboração. Quanto aos menos populosos, apenas 6,2% das prefeituras afirmaram ter plano de prevenção de risco e outras 10,1% disseram que estão em processo de elaboração. Seis vírgula dois significam 344 cidades brasileiras, apenas.

Segundo o relatório do IGBE, 1.812 municipios (32,6% ) declaram realizar programas ou ações de gerenciamento de risco de deslizamento e recuperação ambiental de caráter preventivo. Esses 1.812 municípios realizam, em sua maioria, drenagem urbana e construção de redes e galerias de águas pluviais. Outras prioridades são a realização de obras de contenção, proteção, drenagem superficial ou profunda e remoção de moradias.

O relatório da Pesquisa de Informações Básicas Municipais – MUNIC 2011, divulgado no dia 13 de novembro diz que um Plano de Redução de Riscos é um documento no qual se mapeiam riscos ambientais, geológico-geotécnicos e construtivos, traçando-se objetivos, metas e ações para a prevenção e controle desses riscos. Já os programas ou ações de gerenciamento de deslizamento e recuperação ambiental preventiva são as intervenções isoladas de diversos tipos, como, por exemplo, drenagem urbana, recuperação de várzeas, renaturalização de rios e córregos, construção de muros de proteção e diques, drenagem e assoreamento, dentre outros.

A íntegra da pesquisa está disponível no site do IBGE, no link: http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/economia/perfilmunic/2011/default.shtm

Anúncios

Compartilhando ...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s